Faber-Castell since 1761
Introdução Geral
Você está em:
Inclusão de novas mídias na Educação

Durante o período de 13 a 19 de outubro de 2014 ocorre a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. O tema deste ano é “Ciência e tecnologia para o desenvolvimento social”.

O assunto representa uma grande oportunidade para vincular a produção científica aos desafios sociais que vivemos hoje em todas as áreas. Que tal aproveitar essa temática para estimular os alunos a usarem ciência e tecnologia na dimensão social, como instrumento de inclusão, transformação e desenvolvimento humano?

Em tempos de Novas Tecnologias da Informação e Comunicação, cada vez mais torna-se necessário incluí-las em nosso cotidiano educacional. Para que isso aconteça, temos que enfrentar o desafio de como fazer uso dessas ferramentas e como as elas podem ser utilizadas em prol de formação construtiva dos alunos.

As tecnologias estão presentes no cotidiano tanto dos professores quanto dos alunos, portanto, professores devem estar preparados para usar esses recursos e percebê-los como ferramentas que podem auxiliar a educação, assim como os demais instrumentos que os professores já possuem a sua disposição. São recursos móveis e didáticos que auxiliam e aprimoram as propostas em sala de aula, sempre lembrando que sozinha a tecnologia não alcança todos os objetivos de aprendizagem.

É preciso saber utilizá-las para mudar e qualificar as práticas pedagógicas.

Inclusão de novas mídias na EducaçãoMas então, o que fazer com todos esses recursos?

Primeiramente é necessário entender como é possível agregar isso aos seus cursos. Os professores devem identificar sua necessidade pedagógica e pensar em qual ferramenta tecnológica será mais adequada para desenvolver um projeto que leve a ensinar o conteúdo que está trabalhando.

Tão fundamental quanto usar as tecnologias a favor do ensino e da aprendizagem, é usar e saber aplicar esses recursos também fora de sala de aula. Os professores podem planejar as propostas didáticas usando os recursos tecnológicos disponíveis em estudos de meio como viagens e visitas a espaços externos.

Por exemplo, a partir da tecnologia móvel, como aplicativos em tablets, é possível agregar conteúdo, aproximar temas, explorar, identificar e contextualizar diversas áreas e conhecimentos, possibilitando integrá-los com novos cenários, transformando e reinventando a sala de aula. Imagine um passeio no parque em que seja possível localizar a partir do GPS as diferentes espécies de árvores, ou então aproveitar um aplicativo para experimentar as sensações físicas do ambiente?

Nesta perspectiva, as novas mídias também facilitam a interdisciplinaridade, promovendo a criação e desenvolvimento de projetos com áreas integradas.

Outro grande benefício é que a incorporação de tecnologias e novas mídias nas práticas de ensino motivam ainda mais os alunos, além de proporcionar oportunidades de fazerem uso dessa tecnologia como algo útil em seu dia a dia. Isso também leva o aluno a usar esses recursos já presentes no seu cotidiano em uma construção coletiva. Ao desenvolver um projeto, como por exemplo sobre diferentes continentes, todos podem juntar suas partes e completá-los a partir de recursos de mídias.Inclusão de novas mídias na Educação

Às vezes o desafio é trazer o professor para essa realidade que já é dos alunos. Mas é preciso se transformar para poder transformar o mundo. E aqui também reforçamos a troca, o ensinar e aprender.

 

É preciso evoluir e aceitar o novo, aprender a aprender.