Faber-Castell since 1761
Introdução Geral
Você está em:   Home  |  Professores  |  Trocando ideias  |  Dicas de Férias
Dicas de Férias

dicasdeferiasAs férias estão chegando, aliás, para alguns profissionais da educação até já chegaram e com elas a reflexão do ano que passou, dos trabalhos realizados, as conquistas, os obstáculos inerentes, os objetivos e também os novos projetos rumo à prosperidade.

O momento das férias pode ser um refúgio para recarregarmos as energias, esvaziando o que já passou e preenchendo com ideias frescas para o ano que está por vir.

Mas conforme vimos em texto anterior (Férias para Professores), esse período deve ser bem aproveitado, inclusive para descansar, e muito!

Então, para quem está de férias, aqui seguem algumas dicas para de relaxar, se divertir e desfrutar desse momento tão desejado e esperado.

Que tal começar o período de férias assistindo aqueles filmes de sucesso que não teve oportunidade ao longo do ano?! Rever clássicos, os filmes prediletos, convidar os amigos e familiares para sessões de cinema, regadas a muita descontração e bate papo.

Leitura também traz momentos de lazer. Para quem ainda está sem tempo ou sem vontade de começar um romance ou leitura mais elaborada, uma dica é se aventurar pelo “mundo dos contos”. E para quem ama os clássicos, é possível selecionar os autores nacionais de sua preferência e buscar suas obras.

Nesse período, muitas cidades oferecem opções de lazer, decorações e apresentações de Festas de Fim de Ano, atividades recreativas e culturais gratuitas, etc. É possível encontrar inúmeras propostas disponíveis nas cidades, normalmente disponibilizadas no site da prefeitura do local. Vale a pena conferir e se arriscar nas propostas que mais agradam a cada um.

Um Guia de museus e outros espaços culturais em todo o território nacional é disponibilizado na internet e os professores podem acessar os passeios culturais disponíveis e a sugestão de outros professores que já o fizeram.

Aos interessados em arte que querem conhecer ou ampliar seu acervo, alguns museus disponibilizam o recurso de passeios virtuais, a partir dos quais é possível apreciar a diversidade da produção artística para conhecer obras de arte tanto no Brasil quanto no exterior,

Jogos de literatura para relembrar enredos, personagens, acontecimentos e estilos de escrita dos clássicos que todos lemos ou ao menos ouvimos falar também estão disponíveis e são muito bacanas para descontrair e, quem sabe, despertar nosso interesse em ler uma das obras que ainda não lemos.

Férias são também um bom momento para ficar de olho na saúde e cuidar daquilo que desgastou para manter a saúde e melhorar o desempenho. Cuidados com a postura, voz, coluna, e até mesmo com o lado emocional são fundamentais. Mas cuidado para que o tempo dedicado a esse cuidado não limite excessivamente o tempo de descanso e lazer!

Para os professores que não conseguem ficar longe de temas educacionais temos uma outra sugestão bacana. Você conhece os pensadores que mudaram a concepção que temos da Educação? Uma boa dica para unir descontração com informação é convidar os amigos para um divertido jogo da memória que pode unir imagens com descrições e nomes dos mais relevantes Educadores de nossa história.

Músicas, shows, espetáculos, cuidar do jardim, fazer cursos extras, tanto na área de educação quanto de música ou pintura para quem gosta pode contribuir para o tão necessário descaso.

Passeios bacanas, leituras prazerosas de contos ou clássicos que valem a pena, visitas a museus (podem ser virtuais também), vídeos para curtir, música para relaxar, cuidado com a saúde, memória, reportagens sobre educação, e tantas outras atividades podem não somente preencher o tempo, quanto ajudar a relaxar e contribuir positivamente para o dia a dia do professor.

Aproveite para visitar amigos, curtir mais a família, limpar o armário e doar o que não usa mais, visitar um abrigo, fazer um trabalho voluntário e substituir os trocar os pensamentos angustiantes por outros leves e felizes. Seja qual for o modo como optar por seguir as férias, o importante é aproveitar os momentos.

E quem sabe, ao longo desse período e das experiências que vivenciar durante o tempo novas abordagens e ideias de temas para a sala de aula não aparecem.